Recepção crítica de A hora da estrela: uma celebração ao centenário de Clarice Lispector

Autori

  • Eliene Rodrigues Sousa UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS
  • Gilberto Alves Araújo UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ & UNIVERSITY OF THE WITWATERSRAND
  • Raquel da Silva Lopes UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ

DOI:

https://doi.org/10.6092/issn.2036-0967/12183

Parole chiave:

Clarice Lispector, A hora da estrela, romance, crítica, literatura latino-americana

Abstract

Este trabalho pretende apresentar e discutir a crítica devotada À hora da estrela (1977), (re)avaliando a relevância do romance como legado de Lispector. Usa-se aqui a revisão crítica de textos acadêmicos e midiáticos sobre a obra. Resultados: a mídia Brasileira debate o romance em termos de explicitação vs. introspecção, engajamento social e sublimação estética; colunistas estrangeiros discutem a legibilidade do romance e seu lugar entre as grandes obras; a crítica acadêmica crê que o romance contesta padrões, subvertendo a lógica, a ideia de conclusão narrativa e o autoritarismo de visões.

Pubblicato

2020-12-30

Come citare

Rodrigues Sousa, E. ., Alves Araújo, G. ., & da Silva Lopes, R. . (2020). Recepção crítica de A hora da estrela: uma celebração ao centenário de Clarice Lispector. Confluenze. Rivista Di Studi Iberoamericani, 12(2), 337-377. https://doi.org/10.6092/issn.2036-0967/12183