A voz das imagens coloniais: arquivos e violência nas obras literárias da pós-memória

Autori

  • Felipe Cammaert Centro de Estudos Sociais, Universidade de Coimbra

DOI:

https://doi.org/10.6092/issn.2036-0967/12171

Parole chiave:

Pós-memória, arquivos, colonialismo, literatura argentina, violência

Abstract

Este texto apresenta uma reflexão sobre a representação da violência nos arquivos do colonialismo europeu, feita através da literatura. Pela análise de um conjunto de textos do escritor francês Éric Vuillard e do autor português Paulo Faria, o objectivo é de comentar a maneira como a literatura encena uma reapropriação crítica dos arquivos coloniais desde a perspectiva da pós-memória. Estas duas obras literárias propõem uma nova relação entre arquivo e ficção.

Pubblicato

2020-12-30

Come citare

Cammaert, F. . (2020). A voz das imagens coloniais: arquivos e violência nas obras literárias da pós-memória. Confluenze. Rivista Di Studi Iberoamericani, 12(2), 96-108. https://doi.org/10.6092/issn.2036-0967/12171