[1]
I. D’Esposito, «Batuques de re-existência. Performances afrodescendentes e espaços negros em Campinas», CONFLUENZE, vol. 11, n. 2, pagg. 109-133, dic. 2019.